segunda-feira, 19 de outubro de 2009

O que fazer com uma filmadora, um tripé e um gravador?

Arctic Monkeys, Cornerstone

Nesse segundo single do álbum Humbug, que eu confesso não ter ouvido inteiro ainda por falta de tempo, é de se perceber que a melodia e a letra do Arctic Monkeys estão diferentes dos dois primeiros discos. Em Cornerstone, a música fala de uma pessoa que imaginava a moça em todos os lugares que ele passava e queria conquistá-la e não consegue, no final das contas ele ficou com a irmã dela. O clipe é simples, é como se fosse um video feito em casa: uma parede branca, a câmera fixa no tripé (quem nunca teve vontade de fazer/fez isso?). A imagem tem um aspecto antigo ao video assim como o figurino e o gravador que é utilizado. O vocal da banda (Alex Turner) brinca de karaokê e interpreta letra da música de forma literal. E o engraçado é que o ritmo da música é lento e combina com o clipe, assim como a luz utilizada. O Arctic Monkeys amadureceu? Imagino que eles ainda estão em fase de amadurecimento, é muito difícil falar deles só por causa de uma música. Antes que me critiquem não considero que mudanças entre álbuns sejam ruins, na verdade são sempre bem vindos e a banda continua a mesma e com suas características, menos o cabelo do Alex Turner.

Obrigada ao Pixelóide por me convidar para comentar aqui! :)



O primeiro post colaborativo do Pixelóide foi da Bequitam! A qualquer momento, outra participação de alguém que tenha o que dizer e saiba como fazê-lo. Obrigado, Bequitam!






nota6

5 comentários:

onewaymonologue disse...

Um monte de gente achou o clipe mega sem graça. Mas eu achei bem Arctic Monkeys. Deteeesto o cabelo do Alex Turner. E essa música é minha preferida do Humbug junto a My Propoller.

Beca disse...

é, eu também achei. Melhor que aquele primeiro super fail =X

Jader Maia disse...

Ah, gostei.
Achei descolado.

Diogo Rafael Lemos disse...

Adorei, eu gosto do arctic monkeys. Ouvi o cd antigo todo, nao consegui gostar de tudo, mas gostei da maioria. Gostei mto dessa musica e da simplicidade. Acho legal essa alternatividade bem feita deles. Eles são tão naturais sendo estranhos.

Emi disse...

esse cd está imensamente melhor que os anteriores.

muito legal o clipe!

bela calça! ;)

Postar um comentário