quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Brincando de ser autêntica com Ke$ha

kesha

Ke$ha feat. 3OH!3, Blah Blah Blah
Animal
Diretores: The Malloys

Como já estou preparado para ser apedrejado pelos tietes da Ke$ha só pelo título do post, vou lá enumerar minhas razões para achar que a cantora não é o que há de mais autêntico no mercado musical atual. Não vale usar o argumento de que a musa loira dos descoladinhos está vendendo que nem água, afinal, quantidade de vendas nunca foi sinônimo de qualidade musical, procede? Com o clipe de Blah Blah Blah, Ke$ha, um produto de bela embalagem em liquidação, mostra porque é "alternativa": põe a língua para a câmera, insunua sobre o tamanho do pênis de um homem na balada e tira a peruca de outro. Quando isso mesmo foi sinal de rebeldia? Em 1930, talvez? A pseudo-popstar ainda brinca com o fato de mulheres que vivem a base de corda, como pequeno brinquedos, mas sinceramente não entendi a analogia. A personalidade de Ke$ha é tão sensível quanto as cordas que a mantem como uma bonitinha marionete comandada pelos marqueteiros de gravadora - motivados pelo êxito comercial de Lady Gaga - e tão pouco elaborada quanto aos saltos gigantes (??) que a cantora realiza durante o vídeo. O clipe é colorido, chama a atenção e deve fazer sucesso entre o seu público alvo, mas ainda bem que a cantora não é uma unanimidade. Não entendi essa dos The Malloys, diretores do clipe, que costumam ter um bom desempenho ao tirar leite de pedra de seus "clientes". Blah Blah Blah é só mais um mas tem caras e bocas para mais uns 5 clipes. O single está no disco de estréia da loira, Animal e é sucessor do hit Tik Tok, que teve bom desempenho nos charts mundiais.

Aproveito a oportunidade para esclarecer que o Pixelóide é um espaço democrático. A linha editorial do blog permite - e exige - uma variedade nos posts além do respeito por todos as referências musicais. Em momento nenhum está questionado o talento de Ke$ha e sim a abordagem dúvidosa com que ela vem sendo mostrada ao grande público.


nota3NOVAB
keshatela
Clique e assita direto no Youtube. O vídeo ainda não possui versão com emebed.

5 comentários:

Charlie DeLarge disse...

A postura que ela toma em seus vídeos (pelo menos nos 2 primeiros) me lembra bastante das de Avril Lavigne, um "rebelde" que não engana ninguem, a diferença é que Ke$ha, pelo menos, faz música boa, e é inegável que seu album Animal é um album POP de muita qualidade e recheado de HITs que ainda vão incomodar muitos Haters por ai.

Ábiner disse...

Ainda não entendi o que viram nessa menina... acho ela tão sem sal!!!

ah!
to gostando das atualizações do blog... adorrooooo!
rs

Diogo Rafael Lemos disse...

Concordo. Eu sou fissurado por Tik Tok e ela realmente tem músicas boas que podem muito bem virar hits. Mas quanto a personalidade, acho que ela só inova em fazer pop se fingindo de bêbada. Mas ainda sim, isso somado a rebeldia, que avril lavigne já não fazia de original, só fazem da Ke$ha uma coisa duvidosa. E sinceramente, nem acho que ela é assim na vida real. Não dá pra imaginar alguém que fala como se tivesse tonto, bagunça no cabelo de 5 em 5 segundos e só anda cambaleando =/

Diogo Rafael Lemos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mary Grizotto disse...

Eu adoro a Ke$ha acho som dela muito foda e acho que embarcou na onda de Katy Perry e Lady Gaga e cria uma 'polemicazinha' ali, outra aqui para ficar na midia.
Tbm acho que não é "Original" e é obvio que ela não é assim na vida real. Mas atualmente é algo que chama atenção, se faz da 'BadGirl' mas no fundo todo mundo sabe que é uma personagem!

Postar um comentário