quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Amigos das pessoas certas

Jota Quest, Seis e Trinta

Depois de dois clipes com alto apelo comercial - brilhantemente dirigidos por Conrado Almada - o Jota Quest aposta numa onda mais conceitual tendo a honra de serem dirigidos pelo incrível Gringo Cardia em Seis e Trinta. O cabeludo vídeo apela para estética humana, onde as pessoas em cena se bastam, sempre em movimentos de fusão física. O visual resultante é lindo e orgânico. Os tons epidérmicos das cenas e a movimentação em slow são verdadeiras obras de arte que bem enquadrados sã
o carnais sem ser vulgares. Enquanto isso, os músicos perfomam Seis e Trinta multiplicados em Chroma Key. Particularmente, optaria pela mesma sutileza nas cenas de Flausino e cia. Não há nenhuma conexão entre os diferentes takes e o que parece é que estamos diante de dois clipes diferentes, que também funcionariam isoladamente. Mesmo assim é impossível não se impressionar com a qualidade das cenas. A banda mais uma vez acerta em sua obra visual e isso só reafirma que o Jota Quest é amigo das pessoas certas.





3 comentários:

drano disse...

Nossa, Gringo Cardia são outros 500 né? O resultado ficou sensacional, alto nível em clipes MESMO. Esse efeito de multiplicação ficou excelente na composição geral.

Pena que a música não ajuda em nada!

onewaymonologue disse...

Achei no conjunto um clipe muito bonito, mas só de ser Jota Quest me irrita um tantão. Parece que não combina música com a beleza plástica sabe? Mas isso é coisa minha. Achei muito bonito e pronto. Gringo Cardia é foda.

Gabi Terra disse...

Podem me achar fresca, mas eu achei esse clipe mto do nojento! Esses cabelos me deram uma aflição enorme...
Apesar disso, achei a luz perfeita e essa multiplicação mto bem feita (que eu dispensaria inclusive, pra ver mais aquelas luzes no fundo).
Clipe mto bonito nuns momentos e mto nojento em outros!

Postar um comentário